Páginas

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Conversa alheia

    Dentro da fala
    Tem outra fala
    Que se solta
    No ar.

    No ar fica imóvel,
    Porque quem falou
    Se esqueceu
    De lhe falar.

    Fica parada
    Entre dois mundos:
    Na confusão
    No esperar.

    A fala de dentro
    Solta outra fala
    E se esquece
    tudo no ar.

Um comentário: