Páginas

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Inundação

    Quando chove
    procuro flores
    nos jardins, nos jornais...
    Ficam pegadas e poças
    por onde passo com o passo.
    Quem me dera
    encontrar flores,
    pássaros pequenos
    como o beija-flor.
    No jardim molhado
    o clarim de cor
    está mergulhado;
    tudo em volta
    são pétalas e folhas
    chuva e pegadas,
    e nenhuma flor inteira,
    e nenhuma vida inteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário